ATENÇÃO, Atualize seu navegador para a versão mais recentes, ou utilize outro navegador com a versão mais recente do mesmo, pois a versão atual, impede que este site seja bem visualizado com seus recursos.

Farmácia promove “Campanha Novembro Azul” na UniRV

01/12/2014 - Institucional


Os acadêmicos da Faculdade de Farmácia da Universidade de Rio Verde - UniRV realizaram no dia 28 de novembro, no campus da UniRV, campanha de conscientização sobre  a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata, simbolizando a “Campanha Novembro Azul”. Foram entregues fitinhas azuis para os funcionários e acadêmicos da UniRV. A campanha é realizada pelo Governo na tentativa de desmistificar a doença que, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), acomete um a cada seis homens no Brasil.
 
Reitor e Pró-reitora de Graduação da UniRV apoiam "Campanha Novembro Azul" Vice-reitora da UniRV apoia "Campanha Novembro Azul"
 
O projeto foi coordenado pelas professoras: Ma. Nádia Helena Garofo Rodrigues Penteado e Neide D´arc Guimarães Menezes. De acordo com a professora Neide, o intuito da campanha é conscientizar a população masculina sobre a doença, visando à diminuição da taxa de mortalidade, que ainda é alta. “A iniciativa tem como objetivo combater a doença e, principalmente, motivar os homens a fazerem exames preventivos, já que, o câncer de próstata, quando não detectado no início, raramente tem cura”, disse.

A professora ainda afirmou que não há sintoma na fase inicial da doença, mas na fase mais avançada, o paciente pode apresentar os seguintes sintomas: vontade de urinar com urgência, dificuldade para urinar, dor óssea, queda do estado geral, insuficiência renal e dores fortes. “É de muita importância o diagnóstico precoce. Os exames devem ser feitos anualmente e consistem em dosagem sérica do PSA (antígeno prostático específico) e o toque digital retal, que são complementares”, finalizou.
 
Acadêmicos realizam "Campanha Novembro Azul" "Fitinhas azuis" são distribuídas para funcionários e acadêmicos da UniRV

A sociedade Brasileira de Urologia (SBU) recomenda que homens, a partir dos 50 anos, procurem seu urologista para discutir a prática e a realização da avaliação. Aqueles com maior risco da doença (histórico familiar, raça negra) devem procurar o urologista a partir dos 45 anos.
 
  
 
  
 
  
 
  

GALERIA DE FOTOS

       

       

       

       

   

Assessoria de Comunicação


ascom@fesurv.br

Mais Notícias

Enviar por e-mail

 
 
Para melhor visualizar este site utilize: Internet Explorer 8, Mozilla Firefox 3.6, Google Chrome 7.0, Opera 10 ou Safari 5 com resolução mínima 1024 x 768.